Tanguá apresenta maior percentual de vacinados com a segunda dose na região
504
views
Tanguá ocupa a segunda colocação entre os municípios da região que mais aplicaram a primeira dose.

Tanguá apresenta o maior percentual de pessoas vacinadas com as duas doses da vacina contra a Covid-19, de acordo com dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde, que contabilizou a imunização nos 7 municípios da Região Metropolitana II. No total, cerca de 26,39% receberam a segunda dose no município.

Mesmo sendo o 86º município em arrecadação no estado, Tanguá ocupa a segunda colocação entre os municípios da região que mais aplicaram a primeira dose. A cidade, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, conta com 48,11% de vacinados, atrás apenas de Niterói, com 49,68%.

Além da transparência e organização com relação a vacinação, para lidar com a Covid-19, o município investiu na criação de 3 centros de triagem para testagem em massa da população e no centro de tratamento para pacientes com a doença, onde a quantidade de leitos foi ampliada de 2 para 10. A prefeitura também instalou diversas cabines higienizadoras em pontos de grande movimentação como medida preventiva ao avanço do coronavírus.

Na opinião do prefeito de Tanguá, Rodrigo Medeiros, que é assessorado por um comitê científico municipal, “é imprescindível que adotemos medidas para frear o avanço da doença. Estamos atuando ativamente na construção de mecanismos que possam nos auxiliar. Os centros de triagem seguem funcionando a todo vapor e conseguimos ampliar o número de leitos disponíveis no município. Vamos avançando um pouco mais a cada dia”, destacou o prefeito.

Segundo o secretário de Saúde do município, Rodrigo Pereira, a cidade também investiu em divulgação no sentido de mobilizar a população a comparecer aos dias de vacinação.
“Isso acontece porque Tanguá adotou uma série de medidas para garantir a eficácia do planejamento feito pela coordenação de imunização local, como as campanhas de conscientização da população e a divulgação das faixas vacinais utilizando as redes sociais e carros de som”, explicou o secretário.

Os postos volantes e a utilização das unidades escolares, centros religiosos e postos de saúde também contribuíram para o município alcançar os bons resultados de imunização.