Casal é preso em Tanguá, acusado de torturar e manter jovem em cárcere privado
3,084
views
Os presos foram encontrados nesta quinta-feira (11) na casa de um parente.

Foto: Divulgação

 A Polícia Civil de Rio Bonito, na Região Metropolitana do Rio, prendeu um casal que é acusado de torturar e manter em cárcere privado uma jovem de 22 anos. A vítima é filha da mulher presa e enteada do homem. Os acusados foram encontrados na casa de um parente em Tanguá e, segundo a polícia, estavam se preparando para fugir.

As prisões foram em cumprimento a mandados de prisão preventiva pelos crimes de tortura qualificada por lesão corporal, cárcere privado e ameaça. Os mandados foram expedidos pela Justiça de Rio Bonito.

De acordo com as investigações, que começaram em maio, Eduardo Vieira Conceição e Simone da Silva Campos agrediam, diariamente, a vítima com um cinto e uma barra de ferro. O casal colocava panos nas janelas e música no volume máximo para evitar que os vizinhos escutassem as agressões.

A vítima era mantida em cárcere privado jogada em um colchão em uma casa no bairro Rio Vermelho, em Rio Bonito.

Segundo a polícia, as investigações apontaram que o padrasto instigava a mãe da vítima e, juntos, agrediam a jovem. Eles também ameaçavam o irmão da vítima para que ele não os denunciasse, segundo a polícia. A polícia informou que a motivação das agressões diárias seria porque a jovem é filha de outro homem e porque ela havia tido, no passado, um relacionamento amoroso com um ex-companheiro da mãe.

A polícia disse ainda que Eduardo já responde a um processo criminal semelhante, por crime de cárcere privado. A vítima ainda está hospitalizada. Ela sofreu graves lesões na cabeça e nos joelhos devido às constantes agressões que ocorriam diariamente.

Colaboração Portal G1**